DIABETES

FRENTE PARLAMENTAR DE COMBATE AO DIABETES

Coordenada pelo deputado Fernando Cury e criada com a participação de outros 39 parlamentares, tem por objetivo levar à população informações sobre essa doença silenciosa e muito perigosa, que depende de um diagnóstico precoce para que possa ter um tratamento eficaz. Entre as ações propostas estão reuniões setoriais, com o objetivo de levantar as principais demandas em relação ao tratamento da doença, além dos entraves legais e políticos existentes para que seja possível desenvolver ações corretivas. Para isso, é fundamental o apoio de órgãos como associações de combate ao diabetes, governos federal e estadual, secretarias de saúde e prefeituras. Com os deputados que participam da Frente, as Associações de Combate ao Diabetes, Órgãos Públicos e entidades de Defesa dos Direitos da Sociedade, serão realizadas reuniões deliberativas para propor as alterações necessárias nas políticas públicas de combate ao diabetes, mediante diagnóstico levantado pela Frente. 

CARAVANA AZUL

Com a Caravana Azul, Fernando Cury tem visitado cidades de diferentes regiões do Estado de São Paulo para conscientizar e informar as pessoas sobre a importância da prevenção, do diagnóstico precoce e do tratamento correto do Diabetes; expor a atuação da Frente Parlamentar e fomentar a participação da sociedade na elaboração de políticas públicas que garantam mais conforto e qualidade de vida aos portadores da doença. A caravana já percorreu cerca de 3.000 km, envolvendo uma população de 300 mil pessoas em encontros que contaram com representantes de 47 cidades.

PARLAMENTAR CAMPEÃO EM DIABETES

Fernando Cury é um dos "parlamentares campeões em diabetes" da Federação Internacional de Diabetes, que conta com mebros dos quatro cantos do mundo. Entre os dias 28 e 30 de novembro  de 2015, ele participou do Fórum Mundial dos Parlamentares em Diabetes, no Canadá. Durante o evento, teve a oportunidade de trocar experiências com parlamentares de várias partes do planeta no que diz respeito a políticas públicas de combate a essa doença que já atinge uma enorme parcela da população mundial. Na oportunidade, ele apresentou o cenário do diabetes em São Paulo, o trabalho da Frente Parlamentar e ainda contou sobre as atividades da Caravana Azul. No final deste ano de 2016, a sua participação já está confirmada no próximo fórum da IDF, que acontecerá em Berlim - Alemanha.

PROJETOS DE LEI

Como deputado e homem público é dever de Fernando Cury buscar alternativas para melhorar o acolhimento e o tratamento das pessoas dentro da rede de saúde. A criação da Frente Parlamentar de Combate ao Diabetes já tem gerado resultados positivos. Foram aprovados na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR)  – a qual compete manifestar-se a respeito de todos os assuntos quanto ao aspecto constitucional, legal e jurídico, apresentar a redação final das proposições -  três projetos de lei de sua autoria que beneficiam os diabéticos. As propostas seguem tramitando na Assembleia. 

PL 962/2016: autoriza o Poder Executivo a conceder a isenção do ICMS - Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação a produtos alimentícios industrializados que tenham como público alvo os portadores de diabetes. Objetivo: facilitar o acesso da população diabética a produtos alimentícios industrializados, desenvolvidos para atender as suas necessidades específicas de dieta.

PL 964/2016: autoriza o Poder Executivo a instituir a obrigatoriedade de realização de teste de glicemia capilar em alunos matriculados no 6º ano do ensino fundamental e no 1º ano do ensino médio, nas escolas da rede estadual de ensino. Objetivo: oferecer condições de prevenir o diabetes desde cedo através do teste de glicemia (furinho no dedo), uma oportunidade de conscientizar os estudantes sobre prevenção e os riscos dessa grave doença.

PL 965/2016: assegura ao aluno diabético cardápio de alimentação escolar especial, adaptado à respectiva condição de saúde. Objetivo: a direção de cada estabelecimento deverá no início do ano letivo certificar a presença de alunos matriculados em sua unidade de ensino que possuam diabetes, a fim de providenciar o fornecimento da alimentação adequada. Assim, a merenda aos alunos diabéticos evitará que alimentos impróprios agravem seu estado de saúde e venha a colaborar com o descontrole da sua taxa glicêmica.