Presidida por Fernando Cury, CPI da Citricultura decide ir ao Cade em busca de informações sobre suposto cartel no setor


Retomando as atividades parlamentares, o deputado Fernando Cury presidiu mais uma reunião da CPI da Citricultura, Comissão que investiga o possível cartel existente por parte das indústrias paulistas entre os anos de 2006 a 2017, o que prejudica pequenos e médios produtores, e os agricultores familiares do Estado. “Durante a reunião, ficou definida a ida à Brasília na próxima semana, até o Cade, órgão regulamentador do termo de cessação do cartel, em busca de mais informações para a continuidade dos trabalhos. É assim, atuando de maneira incansável e prestando contas para a população que seguimos com o nosso objetivo, de colocar o mandato à disposição para melhorar a vida das pessoas. Esse foi um dia de trabalho muito consistente, onde espero ter honrado o nosso mandato”, encerra o deputado.

Em reunião anterior da CPI, Fernando Cury ouviu o Sr. Paulo Ricardo Machado, que denunciou essa prática no período em que trabalhou como diretor comercial citrícola, inclusive, sendo um dos operadores da negociação, que resultou em uma multa de R$ 300 milhões para as indústrias. “Obtivemos informações relevantes para o trabalho diante dessa oitiva e discutimos as próximas ações da CPI, a fim de esclarecer os fatos e cumprir nosso papel como homem público”, concluiu o deputado.